fbpx

O fim dos tempos

Dentre as grandes ciências que compõem a religião islâmica, as mais estudadas são matérias relacionadas à adoração e transações humanas (jurisprudência), crença (teologia) e espiritualidade (sufismo). Mas existe uma quarta ciência que, embora menos lembrada, tem grande valor, principalmente nos dias atuais: o estudo dos sinais do fim dos tempos (escatologia).

Habib Abu Bakr al-‘Adani bin ‘Ali al-Mashhur, um erudito iemenita contemporâneo, escreveu um livro sobre esse quarto tema, o Al-Nubdhah al-Sughra. Nessa obra, o autor aborda o tema das mudanças que vivemos hoje no mundo e nos ensina como melhor lidar com esta nova situação, que, de acordo com a maioria dos estudiosos muçulmanos, é uma manifestação da chegada do fim dos tempos. Essa disciplina de estudo é chamada Jurisprudência da Transição e tem como objetivo auxiliar o muçulmano a navegar nos tempos de tribulação e turbulência.

A época do fim dos tempos é identificada por sinais que nos foram especificados pelo Profeta (que a bênção e a paz de Deus estejam com ele). Existem três categorias de sinais dos fins dos tempos: os “Grandes Sinais”, os “Sinais Médios” e os “Pequenos Sinais”. Os estudiosos muçulmanos estão de acordo em que a maioria dos pequenos e médios sinais já se realizaram, mas os Grandes Sinais, ainda não. Esta é a descrição que o livro nos dá dos Grandes Sinais:

« Estes são os sinais especificamente mencionados pelo Mensageiro de Deus (que a bênção e a paz de Deus estejam com ele) em um grupo de hadiths:

  1. O Mahdi: que representa o reaparecimento da unidade islâmica e da justiça social após extensas etapas de injustiças;
  2. O Dajjal (Anticristo): que representa a disseminação da corrupção no mundo; sua aparição será um grande fator de crescimento da descrença global;
  3. Jesus, o Filho de Maria: que descerá do céu no Levante, quebrará a cruz, matará os porcos, estabelecerá a justiça e matará o Dajjal e seus apoiadores, exceto os crentes dentre eles. Reestabelecerá a justiça e fará valer a Lei Islâmica;
  4. Gog e Magog: que virão do Oriente e viajarão por toda a Terra até morrer no Levante, no final da era de Jesus;
  5. A aparição da fumaça;
  6. Os três afundamentos de terra;
  7. O grande incêndio que reunirá os homens;
  8. A Fera da Terra;
  9. O nascer do sol no Ocidente;
  10. O sopro da Trombeta. »

Conhecer os sinais é importante, mas mais importante ainda é saber como se comportar em tempos de tribulação e desvio moral, e para isso o autor enumera várias iniciativas que os muçulmanos devem tomar para aliviar os efeitos desses desastres e dificuldades. Eis algumas delas:

« 1. A iniciativa de aliviar a pobreza, que leva as pessoas a negligenciar seus deveres religiosos; trata-se de uma pobreza que envolve o mundo em razão da injustiça econômica. Esse tipo de pobreza pode ser remediada pela instituiçao do zakat (o imposto religioso), pelo apoio aos awqaf (fundações instituídas com finalidades sociais específicas), pela caridade e pelo investimento, em sistema cooperativo, naquelas iniciativas que merecem apoio. A solução também passa por todas as formas de autossuficiência, bem como uma economia doméstica pujante, que envolve a criação de animais e a atenção à agricultura. […] O plano diabólico de escravização da humanidade por meio do controle das rédeas da produção já está claro como o dia para todos.

2. A iniciativa de combater a prosperidade que gera a corrupção, a qual é tão disseminada hoje em dia. Isso pode se dar pela luta contra uma economia baseada na usura, mediante a proibição dos juros e a resistência à manipulação promovida pelas grandes corporações. […]

3. A iniciativa de combater todas as formas de doenças debilitantes, quer as imateriais, que afetam o Estado e a sociedade — como o nepotismo, a corrupção e a mentira —, quer as materiais, enfocadas pelas organizações especializadas em saúde. Também se trata aqui de ensinar a jurisprudência da higiene pessoal, as normas de ablução, do banho e da remoção das impurezas, bem como a consciência da alimentação correta e dos bons hábitos alimentares. »

E há muito mais. Com o auxílio de Deus, a Editora Bismillah pretende lançar esse livro, a fim de que todos possam dispor das ferramentas corretas para reconhecer os sinais e saber como agir nos momentos de dificuldade.

Caso queira investir nessa obra, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *