fbpx

Blog

No livro A Thinking Person’s Guide to Islam (Manual de Islam para Pessoas Inteligentes, na lista de livros a serem publicados pela Editora Bismillah), o autor Príncipe Ghazi bin Muhammad distingue algumas emoções que costumam ser confundidas com a felicidade, entre elas o divertimento, a alegria e o contentamento. O divertimento/prazer (mut’a) é uma sensação passageira que os animais também têm e se origina dos sentidos físicos. É mencionado no Alcorão no seguinte contexto: “…
O profeta Muhammad disse: “A todo profeta foram concedidos milagres em razão dos quais as pessoas acreditavam, mas a mim foi concedida a revelação divina que Allah me revelou, e espero que meus seguidores venham a ultrapassar em número os seguidores de outros profetas no Dia da Ressurreição.” (Sahih Al-Bukhari) Segundo o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, o milagre é um “fato extraordinário ou inexplicável pelas leis da natureza que é atribuído a
Quando o Sheikh Mohammed ibn al-Habib estava no leito de morte, seu discípulo Si Hamid encontrava-se no quarto ao lado, transtornado de pesar. Si Hamid era um grande recitador do Alcorão, com uma voz celestial, e fora criado pelo Sheikh desde a infância. Chorava em silêncio ao pensar na partida de seu pai espiritual, que já tinha 100 anos de idade. Desconsolado, pensou consigo: “Ele vai morrer. O que farei quando ele morrer? Não posso
Segundo a tradição, esta carta, ditada pelo Profeta Muhammad (que a paz esteja com ele) e escrita por seu primo e genro Ali Ibn Abi Talib, foi enviada aos monges cristãos do Mosteiro de Santa Catarina do Sinai, onde foi conservada até ser levada a Istambul pelo Sultão Salim I, em 1517. Nela, o Profeta (que a paz esteja com ele) estabelece as garantias de que os cristãos devem gozar sob um governo islâmico. «
O monge trapista Christian de Chergé, prior da Abadia de Nossa Senhora do Atlas, na Argélia, foi martirizado em 1996 por terroristas argelinos. Sempre encorajou e praticou o diálogo entre cristãos e muçulmanos, não somente nos níveis político, moral e dogmático, mas também no nível da mística e da espiritualidade. Distinguia claramente entre os muçulmanos tradicionais, maioria no país que adotou, e os radicais terroristas, que reconhecia como “caricaturas” do verdadeiro Islam. Pouco antes de
A Editora Bismillah, fundada por Marcelo Jafar Cipolla, iniciou suas atividades traduzindo os livros de Sheikh Muhammad Nazim al Haqqani, famoso líder espiritual cuja obra impactou a vida de milhões de pessoas, muçulmanos e não-muçulmanos, em todo mundo. Com o intuito de entender melhor o trabalho da Editora e seus planos futuros, fizemos esta entrevista com Marcelo Jafar, onde ele fala sobre a recepção dos livros pelo leitores e o caminho para o lançamento, por

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *