fbpx

Entrevista do portal Iqara Islam com Marcelo Jafar Cipolla

A Editora Bismillah, fundada por Marcelo Jafar Cipolla, iniciou suas atividades traduzindo os livros de Sheikh Muhammad Nazim al Haqqani, famoso líder espiritual cuja obra impactou a vida de milhões de pessoas, muçulmanos e não-muçulmanos, em todo mundo.

Com o intuito de entender melhor o trabalho da Editora e seus planos futuros, fizemos esta entrevista com Marcelo Jafar, onde ele fala sobre a recepção dos livros pelo leitores e o caminho para o lançamento, por meio de crowdfunding (financiamento coletivo), do terceiro livro, intitulado Oceanos de Misericórdia: Correntes de Amor.

Entrevista

Iqara: Como surgiu a iniciativa de traduzir livros de Sheikh Nazim?

Marcelo Jafar: A iniciativa surgiu dos próprios membros da Ordem Naqshbandi Haqqani no Brasil. Comunicando-se pelos grupos de WhatsApp, eles manifestaram a necessidade e a vontade de ter livros do Sheikh Nazim em português.

Essa iniciativa tomou forma concreta quando minha esposa (que é naqshbandi haqqani) e o Abdul Rahman Maron, representante da tariqa em Salvador, me propuseram como tradutor dos livros de Sheikh Nazim. Sou tradutor profissional e já vinha há bastante tempo com a ideia de montar uma editora para publicar textos islâmicos. Assim, juntamos tudo: montamos a editora e tomamos como primeira missão publicar uma série de livros de Sheikh Nazim em português.

Iqara: Como foi a recepção dos livros anteriores?

Marcelo Jafar: Foi excelente, muito melhor do que imaginávamos. Trabalhamos com o modelo de financiamento coletivo, e em nossas duas campanhas anteriores (a terceira está em curso) a meta de arrecadação foi batida. Além disso, mesmo com grandes dificuldades para divulgar e distribuir os livros, continuamos vendendo-os depois, na base de encomendas feitas pelo WhatsApp, pelo Facebook e por e-mail, à razão de cerca de 20 exemplares por mês.

Nosso primeiro livro, em pouco mais de 9 meses, vendeu mais de 600 exemplares! Considerando o quanto é pequena a comunidade muçulmana no Brasil e o fato de a divulgação ter sido feita quase exclusivamente no boca-a-boca, considero essa recepção excelente.

Iqara: Essa recepção, no seu entendimento, é reflexo de uma mudança de mentalidade do muçulmano brasileiro e da comunidade brasileira como um todo?

Marcelo Jafar: Sim. Com a falência do modelo salafi, muitos muçulmanos, tanto convertidos quanto nascidos, voltaram-se para o Islam tradicional em busca não somente de orientação prática, mas também de aperfeiçoamento pessoal e desenvolvimento espiritual.

Sentia-se muita falta de um envolvimento interior da pessoa, de seu sentimento e seu intelecto, nas práticas exteriores de adoração. O reconhecimento de que o sufismo fez parte do Islam desde os seus primórdios e constitui a própria ciência do ihsan, ou seja, da excelência na adoração, é hoje uma realidade para um grande número de muçulmanos brasileiros.

É dentro desse movimento, a meu ver, que se inscreve a recepção que os livros de Sheikh Nazim estão tendo. Por outro lado, os livros também colaboram para tornar o Islam tradicional mais conhecido do público brasileiro, inclusive do não-muçulmano.

Iqara: O que você quer dizer com “falência do modelo salafi”?

Marcelo Jafar: Refiro-me, entre outras coisas, ao fato de muitos muçulmanos terem percebido que a mera insistência na aplicação exterior de regras de conduta, uma característica do salafismo tal como divulgado no Brasil, não é suficiente para estabelecer a ligação com Deus e, portanto, não é suficiente para firmar a pessoa na religião.

É muito grande a quantidade de muçulmanos, ex-seguidores desse modelo, que reconhecem que sua religião se reduzia a atos exteriores desacompanhados de qualquer satisfação interior, e que esse vazio interior vinha aliado à vontade de impor fanaticamente um entendimento particular e errôneo da religião a quem quer que pensasse ou fizesse algo diferente.

Graças a Deus, esse erro e esse desvio estão desmoronando por si sós, pois a grande maioria das pessoas não aguenta implementar por muito tempo uma religião da qual foi amputada toda a dimensão interior – a dimensão da beleza de caráter e da relação íntima com Deus.

Iqara: Descreva em suas palavras Sheikh Nazim e a importância dele para a comunidade islâmica mundial.

Marcelo Jafar: Sheikh Nazim foi um dos maiores mestres espirituais do final do século 20 e começo do século 21, apresentando a espiritualidade islâmica de modo claro e poderoso com sua presença, seus ensinamentos orais e seus livros.

Além disso, teve a missão de divulgar o Islam no Ocidente, de modo que, por meio do contato com ele, dezenas ou talvez centenas de milhares de ocidentais se converteram ao Islam. Sua importância pode ser medida pelo fato de ele ter sido o mestre espiritual de vários governantes, no mundo islâmico e até fora deste, e pela tremenda expansão da sua ordem, que hoje está presente em um grande número de países.

Iqara: Quais os planos futuros da Editora Bismillah?

Marcelo Jafar: A Editora Bismillah não foi fundada apenas para publicar os livros de Sheikh Nazim, mas para apresentar ao público brasileiro, tanto muçulmano quanto não muçulmano, toda a riqueza do Islam Tradicional e Majoritário.

Nosso objetivo é deixar que o Islam, tal como ele realmente é, fale por si com a voz de seus principais autores clássicos e modernos. Assim, além do terceiro livro de Sheikh Nazim, já estamos preparando a publicação de dois livros do Imam al-Ghazali – sua autobiografia e seu tratado sobre os 99 nomes de Deus; o livro Sinais nos Horizontes, de Michael Haroon Sugich, um muçulmano convertido que fala sobre seus encontros com diversos santos e representantes das ciências espirituais islâmicas; e o Livro do Auxílio do Imam Abdullah Ibn Alawi al-Haddad, um clássico que apresenta as práticas éticas e devocionais do Islam de maneira concisa e objetiva. A série de Sheikh Nazim também continuará crescendo, se Deus quiser, e há muitos outros livros cuja publicação temos em vista.

Iqara: Qual é sua mensagem para os leitores?

Marcelo Jafar: Como nosso objetivo é publicar textos islâmicos em português, incentivamos nossos leitores a se manifestarem, dizendo-nos quais são os livros que gostariam de ver publicados em nossa língua.

Além disso, trabalhamos com um modelo de investimento islâmico, em que um investidor colabora para a realização de um projeto (a publicação de um livro, por exemplo) e recebe os lucros daquele projeto na proporção de sua participação.

Trata-se de um investimento halal (islamicamente lícito) e virtuoso, pois quem o pratica está contribuindo para a disseminação dos textos tradicionais da nossa religião. Assim, colocamo-nos à disposição de quem queira colaborar conosco nesse modelo de investimento.

Link: https://iqaraislam.com/editora-bismillah-lanca-financiamento-de-terceiro-livro/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *